sexta-feira, 30 de outubro de 2009

1º de Maio ou 1º de Abril?

A Polícia Civil de São Paulo fez uma grande operação na quinta-feira (29), em todo o Estado, batizada de 'Gênese'. Na versão oficial, um grande esforço para capturar foragidos e criminosos de todos os tipos. Na extra-oficial, contada por delegados e investigadores, uma tentativa de baixar os números da criminalidade, que estão em alta em São Paulo. Acreditei nas duas. Muitos bandidos acabaram presos e os números foram expressivos: o balanço final foi 2.191 presos. É o mesmo que encher quatro Centros de Detenção Provisória (CDP's) de uma só vez. Teve gente dentro e fora da polícia que chamou a operação de 'Dia do Trabalho' (1º de Maio) - aliás, como deveriam ser todos os 365 dias da polícia paulista.
Mas, hoje, terminada a operação, fomos em busca de um outro número. Quantas pessoas - de fato - ficaram presas? Difícil acreditar que tanta gente seria mantida na cadeia. Não tem nem espaço pra isso... Mas a Secretaria da Segurança Pública não soube informar. O único jeito era obter informações de todas as delegacias do Estado, uma a uma - o que é inviável.
Se é assim, como foi possível chegar ao número de 2.191 presos?? Pra não parecer perseguição, a gente espera o tal número. Senão, vai ter gente chamando a operação de 1º de Abril, não é?

Nenhum comentário:

Postar um comentário