quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Outra do manual: não ameace e dê biscoitos

Não pretendia escrever mais sobre o Manual de Imprensa da Polícia Civil de São Paulo. Mas não aguentei. Depois de uma lida mais atenta, encontrei dois trechos impagáveis. Em vários momentos, a Polícia paulista demonstra uma clara preocupação em receber bem os jornalistas. E deve mesmo. É muito comum (e irritante) cobrir casos em delegacias em meio a máquinas de caça-níqueis que apodrecem nos distritos policiais, peças de motos e de carros e etc. Dá vergonha... Quem mais sofre com isso são os cinegrafistas e fotógrafos. E está lá, na página 9, a marca de uma 'nova era':
- "É importante lembrar que as exigências físicas e as muitas horas de trabalho contribuem para que os jornalistas fiquem mal-humorados." Mas calma que o melhor vem depois:
-  "Verifique se eles têm acesso a comida e bebida (...)". De minha parte, dispenso o biscoito.
E pra não esquecer a máxima policial do "bate e assopra", a página 19 traz uma pérola:
- "Converse com o jornalista. Não faça ameaças." Olha onde chegamos! Manual de imprensa da polícia ensinando para o delegado que não pode cometer crime... Será que ninguém lembra do Código Penal?
Ameaça
Art. 147 - Ameaçar alguém, por palavra, escrito ou gesto, ou qualquer outro meio simbólico, de causar-lhe mal injusto e grave:
Pena - detenção, de um a seis meses, ou multa.




Nenhum comentário:

Postar um comentário