segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Uma história de bombeiro

Bombeiros são, de fato, pessoas especiais. Recebem um salário baixo e se arriscam pelos outros por pura vocação. Costumo dizer que são aquelas crianças que não abandonaram o primeiro sonho de infância. No Ano Novo, eles voltaram a ocupar o noticiário em busca de vítimas da chuva pelo Brasil. No dia 1º de janeiro, durante o plantão, estivemos em São José dos Campos, no interior. Fomos atrás de uma boa notícia para o primeiro jornal de 2010.
Bombeiros da cidade tinham realizado um parto de urgência por volta das 11 horas da manhã. Desesperado, um homem entrou com o carro no pátio do quartel. A mulher dele estava em trabalho de parto. O filho pequeno do casal também estava ali e, claro, muito assustado com o sofrimento da mãe. Não deu tempo de chamar a ambulância e a menina Natasha nasceu ali mesmo, em pleno estacionamento do quartel.
Por causa da chuva e dos estragos no Rio de Janeiro e em São Paulo a boa notícia do parto não teve espaço nos jornais. De São José dos Campos tivemos que correr para a cidade de Cunha, que estava completamente isolada por causa do temporal. Pessoas tinham morrido e bombeiros também trabalhavam por lá...
O vídeo está aqui. Vale a pena assistir. Pelo choro da pequena menina e pelo sorriso estampado no rosto dos bombeiros.

Um comentário: