sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Uma lição inesquecível

O administrador de empresas Fernando Modé, que teve o carro roubado com a filha de um ano no banco de trás, deu ontem uma lição em alguns jornalistas. Entre eles, eu. Estávamos na porta do prédio da avó dele, tentando uma entrevista e também as imagens das câmeras de segurança que gravaram o momento do crime. Era um vídeo forte de um pai desesperado, se jogando na frente do carro. Todas as redações estavam atrás de Fernando. O número do celular dele estava no Boletim de Ocorrência.
De repente, um rapaz aparece na porta do prédio. Parecia muito abatido, tinha os olhos vermelhos de quem tinha chorado durante horas. Ele olhou pra mim e disse:
- "Eu não sou artista, não quero dar entrevista. Passei pelos piores momentos da minha vida e vocês estão fazendo da minha vida um inferno. Tem jornalista ligando para o meu trabalho!! Daqui a pouco, eu perco o emprego!! Tem doze recados na minha caixa postal. Olha aqui!! Meu celular não para de tocar!! E a única coisa que me interessa é a minha filha, que tá aqui, na foto!! Eu preciso de paz!!" O rapaz era Fernando Modé.
Ao meu lado estava uma colega da Record, Leniza Krauss. Vagner Império, da Band, se aproximava. E Fernando continuou:
- "Eu vou dar uma entrevista de um minuto e vocês me deixam em paz, pode ser?"
Ele estava coberto de razão. Pedimos um milhão de desculpas. Deixei claro que nós do SBT gravaríamos a entrevista e iríamos embora. Os colegas disseram o mesmo. Fiz apenas uma pergunta. Era suficiente. Se o pesadelo que Fernando Modé viveu nunca será esquecido por ele, o mesmo vale pra bronca que levamos. Uma lição.
Em tempo: Logo depois da entrevista, Fernando Modé desceu novamente e me entregou um pen drive com as imagens do circuito de segurança. Me comprometi a passar o vídeo para os colegas que encontrasse. Cumpri a promessa.
Para ver a reportagem, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário