sábado, 19 de março de 2011

Tremores ao vivo em Tóquio

Estamos de partida para o Brasil. Nesses dias no Japão passamos por alguma situações difíceis. O pior nem foi ficar sem transporte, comida, água e banho por quase três dias. Também não foi o frio com direito a neve. O ruim mesmo é aguentar as diversas vezes que a terra tremeu aqui no Japão. No começo eu até contava. Mas perdi a conta depois do sétimo. E em todas as cidades por que passamos. Sendai (os piores), Saitama e Tóquio.
A emissora de TV NHK transmite ao vivo os tremores. Uma sirene começa a tocar no meio do programa que estiver no ar. Em segundos, a imagem é transferida para uma câmera que fica no alto de um prédio e registra o terremoto ao vivo. Em seguida, quando o tremor está quase parando, um mapa mostra a intensidade do terremoto nas regiões atingidas. Agora há pouco, passamos por mais um. Tentei gravar com minha câmera. Mas não consegui pegar tudo. Pegar a câmera, ligar, ficar em pé e gravar enquanto tudo balança no 6º andar de um prédio é muito pra minha cabeça.

Veja os vídeos:


Este é o primeiro. O tremor aparece na televisão e chega em seguida. Era pra ter gravado mais. Fui apertar o botão pra abrir o áudio (que estava em off) pra gravar os estalos que o prédio dá e apertei o stop. Que raiva!!!


No segundo vídeo o tremor já parou. A TV já mostra o mapa com a intensidade. Aqui em Toquio foi de 5 pontos. Preste atenção que o cabide sem roupa ainda está balançando um pouco. Se tiver outro tremor, prometo me sair melhor como cinegrafista. Se eu fosse o Ronaldo Dias...

2 comentários:

  1. Da próxima vez chama o Ronaldo! rs

    Aqui em Toyohashi também tremeu assim, se não me engano, na última terça-feira e eu estava sozinha no apartamento.

    É assustador e nos sentimos impotentes. Não há o que fazer, a natureza toma as rédeas e nós viramos meros expectadores.

    Sua família deve estar aliviada com a sua volta.
    Boa viagem, nos vemos no Brasil!

    ps.: você poderia devolver meu marido pra mim? rs

    ResponderExcluir
  2. Imagino que deve ser angustiante...

    Um Abraço

    ResponderExcluir